História sobre o surgimento da Advocacia

Historia do surgimento da avogacia

Em sentido abrangente o Advogado e o exercício da advocacia vêm desde o princípio
da humanidade.
Neste sentido vemos dar exemplos como o do Profeta Moisés, no Livro do Êxodo, quando
assumiu a liderança da defesa de Povo de Israel da escravidão no Egito e ainda Jesus
Cristo, que ao ver Maria Madalena, adúltera, prestes a ser apedrejada, nos exatos
termos previstos pela Legislação Mosaica, Jesus impediu que o fizessem.


Por outro, foi na Grécia que surgiram grandes oradores como Demóstenes, Péricles,
Isócrates, Aristides, Temístocles, entre outros, que foram considerados grandes
advogados por sua persuasão e retórica.


Demóstenes (384-322 a.C.), teria sido o primeiro grande Advogado da Grécia,
inicialmente ao empregar sua eloqüência no combate aos projectos ambiciosos de
Filipe, rei da Macedônia (385-336 a.C.).


Porém, a palavra advogado deriva do latim “ad-vocatus”, ou seja, aquele que é
chamado em defesa. É no Império Romano que se encontram as raízes do Direito e
bem assim é nele que se localizam as origens da advocacia e/ou do advogado
representada em duas figuras distintas: o advogado e o jurisconsulto, sendo o
advogado aquele que é chamado para ajudar e que está legalmente habilitado para
actuar em juízo/Tribunal e o jurisconsulto o profissional do direito que conhece as leis
e dedica-se especialmente em dar pareceres sobre questões de direito da sua área de
especialidade.


No mesmo sentido, em África desde os primórdios existiu igualmente a figura do
advogado, uma vez que para resolver qualquer problema, os africanos em geral
sempre recorreram à diplomacia através do sistema judicial implementados nos
grandes impérios que existiram e dentro das suas aldeias de igual forma.
Deste modo, destacamos o Reino ou Império do Kongo, que em dimensão estendia-se desde
o oceano Atlântico, a oeste, até ao rio Cuango, a leste, e do Rio Ogoué, no atual Gabão, a norte,
até ao rio Cuanza, a sul.

Como é chamado os advogados em outras sociedades

Advocacia em angola


Na sociedade Bakongo o advogado é chamado por Mpovi ou Kimpovi, são considerados como
porta-vozes das partes envolvidas e dotados de sabedoria que propõem à parte contrária
enigmas em forma de provérbios e estes são obrigados a descobrir as respostas, sendo as
respostas igualmente enigmáticas até se faça a justiça.
Foi na Roma Antiga, com o Imperador Justiniano, imperador do então Império Bizantino, que foi
constituída a primeira Ordem de Advogados no Império Romano do Oriente, exigindo de todo
Advogado um registo, com os seguintes requisitos: ter aprovação em exame de jurisprudência;

ter boa reputação; não ter mancha de difamação; comprometer-se a defender quem o Pretor em
caso de necessidade designasse; advogar sem falsidade; não pactuar quota litis e jamais
abandonar a defesa, uma vez aceita.
Por todo exposto, sustenta-se que a origem da Advocacia como profissão verificou-se no Antigo
Império Romano, porém apesar deste posicionamento é claro e visível em nas mais diversas
sociedades e tempos o advogado desde sempre existiu seja qual fosse a forma ou denominação
que este tomava.

Plataforma Kimpovi


Por sua vez a Plataforma Kimpovi – Advogado em Kimkongo, teve como fonte inspiração a
realidade africana/bacongo tendo como principal propósito a realização da justiça através do fácil
acesso aos advogados e a informação jurídica que ajuda a informar ao cidadão sobre os seus
direitos e deveres.

Artigos Relacionados

Respostas

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *